Jennifer Jones é a primeira mulher escolhida para presidir o Rotary International em 2022-23

O Rotary durante 84 anos de sua trajetória teve em seu quadro uma composição exclusivamente masculina, Depois de anos de luta e a admissão da mulher, a partir de 1989, esta história começa a mudar. Por sua competência e liderança as mulheres vinham ganhando espaço e respeito. Demostrando a sua capacidade em todos os setores da sociedade mundial. Por seu desprendimento, força e altruísmo, a mulher conquistou o seu lugar de destaque. Hoje o Rotary divulga ao mundo a sua primeira presidente: Jennifer Jones, de Windsor, Ontário, Canadá, para o ano rotário 2022-23. O Governador do Distrito 4510, Nestor Amarilho, associado do Rotary Club de Assis do Vale disse “que hoje o Rotary marca uma nova etapa em sua rica trajetória. A escolha de Jennifer Jones é um exemplo, de sua competência e liderança, e que a organização apresenta ao mundo. Certamente o aumento da mulher na organização será com fortalecido, e muitos dos clubes que hoje não admitem as mulheres em seus quadros associativos serão incentivados a rever esta posição”. Quem é Jennifer Jones: Jennifer Jones é presidente e CEO da Media Street Productions Inc., uma produtora de televisão premiada em Windsor. Jones serviu no Rotary em vários cargos, inclusive como vice-presidente do RI em 2016-17. Ela é co-presidente da campanha End Polio Now: Make History Today para arrecadar US $ 150 milhões. Ela é líder no cultivo de oportunidades experimentais de captação de recursos, como o Dia da Pólio no Rotary, com Jack Nicklaus em Jupiter, Flórida, EUA, que levantou mais de US $ 5,25 milhões para a erradicação da pólio. Jones foi reconhecida com muitos prêmios, incluindo o Prêmio Service Above Self e a Fundação Rotária por Serviços Meritórios, o Medalhão da Paz da YMCA e a Medalha do Jubileu de Diamante da Rainha, e ela foi a primeira canadense a receber o Pacificador do Ano da Universidade Estadual de Wayne Award. Jones e seu marido, Nick Krayacich, são membros da Sociedade Arch Klumph e da Sociedade Paul Harris e membros fundadores da Sociedade Bequest. Atualmente ela é Curadora da Fundação Rotária para os anos 2019-2023, já foi vice presidente do RI e também atuou como Diretora do RI A história da mulher no Rotary Em 1919 Awilda Arney, esposa do Presidente do RC Chicago fundou e presidiu a organização "Mulheres em Rotary", nome, entretanto vetado pela Convenção de 1921. Em Manchester, Inglaterra, numa reunião com esposas dos rotarianosfoi proposta a criação de um Rotary Club de mulheres, pretenção não aceite pelo Rotary International. A admissão de mulheres aos Rotary Clubs do mundo, foi decidida por votação na reunião do Conselho de Legislação de 1989, foi um momento marcante da organização.  “Meus companheiros delegados, gostaria de lembrá-los de que o mundo em 1989 é muito diferente do mundo em 1905. Eu francamente acredito que o Rotary precisa se adaptar a este mundo em evolução”, disse Frank Devlyn, que em 2000-01 se tornaria presidente do RI.  A conquista foi resultado de décadas de esforços de homens e mulheres do mundo inteiro e diversas votações em Conselhos de Legislação anteriores. A resposta à decisão foi avassaladora: em junho de 1990, o número de rotarianas havia disparado para mais de 20.000. Em 2020, este número é mais de As mulheres aceitaram imediatamente as oportunidades de liderança oferecidas por seus clubes e até hoje estão causando impacto positivo em comunidades de todo o mundo. Cronograma da história das mulheres no Rotary 1950 Um Rotary Club da Índia propõe uma emenda para eliminar a palavra “masculino” dos Estatutos Prescritos para o Rotary Club durante o Conselho de Legislação que se reuniu na Convenção do Rotary de 1950 . 1964 A programação do Conselho de Legislação contém emenda proposta por um Rotary Club em Ceylon (atual Sri Lanka), solicitando a admissão de mulheres nos Rotary Clubs. Os delegados votam a retirada da proposta. Duas outras propostas solicitando que mulheres fossem elegíveis à associação honorária também são retiradas. 1972 À medida em que mulheres adquirem mais destaque em suas profissões, mais clubes começam a solicitar permissão para admiti-las. No Conselho de Legislação de 1972, um Rotary Club dos EUA propõe a admissão de mulheres ao Rotary. 1977 Três propostas pela admissão de mulheres são encaminhadas ao Conselho de Legislação para consideração na Convenção de 1977. Um clube brasileiro propõe que mulheres sejam admitidas a título de associadas honorárias.  O Rotary Club de Duarte, EUA, admite mulheres em seu quadro associativo violando os Estatutos do RI e os Estatutos Prescritos para o Rotary Club. Devido a tal violação, o clube é desativado em março de 1978, sendo reativado apenas em setembro de 1986. 1980 O Conselho Diretor do RI e Rotary Clubs da Índia, Suécia, Suíça e Estados Unidos propõem uma emenda segundo a qual deveriam ser removidas dos Estatutos e Regimento Interno do clube e do RI, quaisquer referências aos associados que dessem a entender que eles fossem do sexo masculino.”  1983-86 Em processo movido pelo clube de Duarte, em 1983, o Tribunal Superior da Califórnia dá vitória ao Rotary International mantendo que mulheres não deveriam ser admitidas em Rotary Clubs naquele estado. Em 1986, o Tribunal de Justiça da Califórnia reverte a decisão, evitando que a provisão fosse adotada. A Suprema Corte da Califórnia se recusa a ouvir o caso, o qual é encaminhado à Suprema Corte dos EUA. 1987 Em 4 de maio, a Suprema Corte dos Estados Unidos decide que Rotary Clubs não podem impedir a admissão de mulheres em seu quadro associativo. O Rotary declara que qualquer Rotary Club nos Estados Unidos tem permissão de admitir mulheres qualificadas.  O Rotary Club de Marin Sunrise, na Califórnia (antigo Larkspur Landing) é fundado em 28 de maio, tornando-se o primeiro clube a admitir mulheres depois da decisão da Suprema Corte dos EUA. Sylvia Whitlock, do Rotary Club de Duarte, Califórnia, foi a primeira mulher a ser presidente de um Rotary Club. 1988 Em novembro, o Conselho Diretor do RI reconhece o direito de Rotary Clubs no Canadá admitirem mulheres com base em uma lei canadense semelhante à sustentada pela Suprema Corte dos Estados Unidos. 1989 Em sua primeira reunião após a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos em 1987, o Conselho de Legislação aprova a admissão de mulheres ao quadro associativo de Rotary Clubs de todo o mundo. 1990 Em junho, existem aproximadamente 20.200 rotarianas no mundo inteiro. A revista The Rotarian publica um artigo sobre as mulheres no Rotary. 1995 Em julho, oito mulheres se tornam as primeiras governadoras de distrito: Mimi Altman, Gilda Chirafisi, Janet W. Holland, Reba F. Lovrien, Virginia B. Nordby, Donna J. Rapp, Anne Robertson e Olive P. Scott. 2005 Carolyn Jones começa seu mandato como a primeira mulher a servir como curadora da Fundação Rotária. 2008 Catherine Noyer-Riveau assume o mandato de diretora, tornando-se a primeira mulher a integrar o Conselho Diretor do RI. 2012 Elizabeth Demaray começa seu mandato, tornando-se a primeira mulher a servir como tesoureira do RI. 2013 Anne Matthews começa seu mandato como a primeira mulher vice-presidente do RI. 2018 Brenda Marie Cressey inicia mandato como a primeira mulher a servir na função de vice-chair da Fundação Rotária. Entre abril e junho de 2019, ela foi a chair da Fundação, a primeira mulher a servir neste cargo também.   17.2020 Jennifer Jones, de Windsor, Ontário, Canadá, é escolhida Presidente de Rotary International para 2022-23.  

Postado em 06 de Agosto de 2020

Dia Mundial de Combate à Pólio, veja os materiais de divulgção

Gesner Dias Júnior, Coordeandor Distrital e Assistente de Imagem Pública, Região 31. Estimados associados do distrito 4510 recebi hpje, 05/08, materia de divukgação do Rotary International Brazil Office (RIBO) o comunicado para a divulgação,referente campanha de divulgação do Dia Mundial de Combate à Pólio! Para ajudar você, seu clube e distrito a divulgarem seus eventos e aumentar a conscientização sobre a importância da vacina, veja abaixo onde encontrar os materiais de divulgação e como utilizá-los. Reitero para todos que a Imagem Pública somos todos nós e solicito que vocês compartilhem com os seus respectivos clubes. O grande desafio é que a informação chegue até a base, no caso os clubes. Quando esta informação pára, o rotariano, não sabe o que está ocorrendo com a organização, suas campanhas, eventos, etc. Este é um problema que somente nós podemos resolver. O Distrito 4510 sob a liderança do Governador Nestor Amarilho, associado do Rotary Club de Assis do Vale,  terá também uma ação da campanha pelo distrito. Em breve será divulgada. O Coordenador Distrital de Imagem Pública, Gesner Dias Júnior, associado do Rotary Club de Presidente Prudente, Governador 2015-16, disse que o desafio da chegada da informação aos clubes e distritos é um comprometimento de todos, e que esta não pode ficar parada em alguma coordenadoria. "Tenho falado com os coordenadores do país, que temos que agir de forma a criar esta consciência em cada um. A partir do momento que conseguirmos esta participação teremos ainda mais sucesso em nossas ações, falou Dias, Na página www.endpolio.org/pt/dia-mundial-de-combate-a-polio, você encontra todo o material disponibilizado pelo Rotary International para a divulgação da campanha. Logo abaixo do vídeo da campanha de 2019, você encontra a aba “Baixe materiais”, nas quais você pode fazer o download de imagens para as redes sociais, ver dicas de como organizar seus eventos e até ideias de tipos de eventos para essa época em que não é possível realizar encontros presenciais. Ao final da página, você encontra a aba “Recursos”, nas quais estão disponíveis mais materiais, como infográficos, dados sobre a participação do Rotary na luta contra erradicação da pólio, modelo de press release para a imprensa e muito mais. Incentivamos você a explorar todos os materiais disponíveis ao longo da página e usá-los para divulgação de seus eventos e conscientização contra a pólio. Lembramos ainda que, caso decida criar seus próprios materiais gráficos sobre o tema, deve utilizar o logo de seu clube ou distrito, já que o logo do Rotary (sem identificação de clube ou distrito) é de uso exclusivo do Rotary International. Caso tenha dúvidas sobre como cadastrar ou divulgar seu evento, entre em contato com o coordenador de Imagem Pública de seu clube. Passe adiante esta informação, a erradicação da pólio, é uma ação do Rotary que teve inicíco em 1985, com o presidente de RI, Carlos Canseco, do México, o Brasil não tem um caso de parailisia desde 1989. Os niveis de vacinação no Brasil vem caido de forma perigiosa, por este motivo temos que divulgar, participar e conscientizar as nossas comunidades para que levem os seus filhos para serem vacinados. Este é um compromisso de todo rotariano. Atenciosamente, Gesner Dias Júnior Coordenador do Distrito (18) 99716.2420 Equipe do RIBO

Postado em 05 de Agosto de 2020

Interact e Rotaract desenvolvem iniciativa em conjunto

Afim de fortalecer os laços Rotários, a Representação Distrital do Interact e do Rotaract do Distrito 4510 tem a honra de anunciar a iniciativa "Trocando Experiências" que tem como principal objetivo a união, afim de tornar a transição Interact-Rotaract algo muito mais fácil. .Os Interactianos que associaram-se ao Rotaract em 2020-21 devem fazer o uso da palavra e contar sua trajetória dentro do Interact para seus novos companheiros de clube, já os Rotaractianos devem frequentar as reuniões do Interact, afim de incentiva-los a permanecer na Família Rotária após os 18 anos.Para mais informações, contate o presidente de seu Clube, ou os diretores distritais de integração.Interact e Rotaract, um laço inquebrável..Quer saber mais sobre está iniciativa linda?!Acesse o link: encurtador.com.br/vAM67

Postado em 04 de Agosto de 2020

Quatro dicas para engajar participantes de reuniões virtuais e dicas para usar o Facebook com eficiência

Muitos concordam que reuniões virtuais podem ser eficientes e convenientes. No entanto, elas podem deixar a desejar em termos de espontaneidade e criatividade. Veja a seguir algumas dicas para aproveitar ao máximo essas reuniões:  Planeje e, depois, escolha a ferramenta. Faça uma lista de tudo o que você espera alcançar durante a reunião ou evento para, então, escolher a ferramenta adequada. Há diversas opções de software com diferentes funções. Portanto, explore as alternativas e escolha a mais adequada às suas necessidades.  Defina expectativas. Comece explicando aos participantes o que eles podem esperar e como podem participar. Responder a perguntas comuns no início fará com que todos possam se concentrar melhor durante a reunião.  Dê a todos a chance de participar. Use as funcionalidades disponíveis para engajar os participantes. Isso pode englobar enquetes, painéis de chat, pesquisas na inscrição e salas de discussão.  Siga as regras de etiqueta para ambientes virtuais. Seja atencioso, coloque-se no modo silencioso quando não estiver falando, demonstre empatia ao falar e ouvir, e expresse sua gratidão por estarem conectados.  Para mais ideias, acesse o tópico de reuniões virtuais na Central de Aprendizado. Dicas para usar o Facebook com eficiência As redes sociais são ideais para contarmos histórias do Rotary, mantermos nossa relevância e atrairmos associados mais jovens. A CIPR Lee-Ann Shearing (Zimbábue) sugere algumas ideias para usarmos o Facebook de maneira eficaz:   Dizem que é importante criar posts curtos para o Facebook. Isso nem sempre é a melhor opção. Uma estação de rádio analisou mais de 3.000 dos seus posts no Facebook e constatou que, embora posts menores tenham tido mais cliques, os maiores registraram mais engajamento.  Criar um álbum de fotos no Facebook é outra ótima maneira de compartilhar uma história, sobretudo quando há eventos onde muitas fotografias são tiradas. Bônus: o Facebook compartilha o álbum inteiro no feed de notícias novamente toda vez que você adiciona imagens a ele.  Considere criar vídeos. O algoritmo do feed do Facebook prioriza vídeos mais longos que engajam o público. Reúna testemunhos de pessoas, associados e beneficiários em um vídeo e compartilhe-o no Facebook. Ser autêntico é a chave do storytelling. E a melhor forma de demonstrar isso é fazendo lives. O Facebook prioriza vídeos ao vivo no feed de notícias. Você pode fazer uma live para compartilhar dicas, mostrar os bastidores de um evento ou fazer uma sessão de perguntas e respostas. 

Postado em 04 de Agosto de 2020

Mensagem presidente de Rotary International

Holger Knaack Presidente, 2020-21 Agosto de 2020 O ano de 2020 trouxe mudanças colossais que até agora já incluem uma pandemia e um apelo à justiça social. Estes eventos nos fazem lembrar ainda mais de que vivemos em um mundo em constante mutação, e o Rotary é um reflexo desse mundo. Devemos permanecer atentos e nos adaptar, vivendo nossos valores de serviços humanitários, companheirismo, diversidade, integridade e liderança. Se fizermos isso e aplicarmos a Prova Quádrupla em todos os aspectos da vida, estaremos prontos para liderar em todos os momentos. Sinto muita satisfação em ver como provamos nossa capacidade de adaptação. Diante do novo coronavírus, o Rotary seguiu resoluto e não parou. Passamos a nos reunir pela internet e encontramos novas maneiras de servir. Pela impossibilidade de nos encontrarmos em Honolulu para a Convenção de 2020, nos ajustamos em tempo recorde e realizamos a nossa primeira Convenção Virtual em junho deste ano. Toda semana, mostramos que é possível ficar em contato no Rotary em qualquer circunstância, seja por meio de reuniões tradicionais ou cibernéticas. A organização oferece recursos para continuarmos fortalecendo nossas conexões, sem que ninguém fique de fora. Alguns até já me disseram que gostam mais da mistura de reuniões on-line e presenciais como estamos tendo agora comparado ao jeito que era antes! Assim, devemos nos perguntar como crescer com a situação e abraçar essa mudança de vez para seguirmos prosperando. Para mim, é fundamental apoiar novos tipos de clubes. Eles não são mais meras experiências, mas uma parte real do Rotary. Além dos clubes tradicionais, temos e-clubs, Rotaract Clubs, clubes baseados em causas e clubes passaporte. Todos eles ajudam a tornar o Rotary mais inclusivo, flexível e atraente a novos associados. Conheça estes clubes, visite-os, troque ideias e faça parcerias com eles, divulgando-os aos seus contatos pessoais e profissionais sempre que viável. Concordamos que precisamos fazer o Rotary crescer, mas às vezes nos concentramos demais nos números e perdemos de vista o panorama geral. Afinal, um aumento no quadro associativo não faz o menor sentido se, no ano seguinte, as pessoas acabarem saindo dos clubes na mesma proporção. Temos que fazer o Rotary crescer de forma sustentável. A flexibilidade para se viver Rotary tem todo o poder de engajar os associados e mostrar como somos diferentes de outros grupos do gênero. Precisamos espalhar aos quatro cantos e celebrar que o Rotary é moderno, tendo flexibilizado bastante suas regras e oferecido cada vez mais novas maneiras das pessoas se envolverem. Recomendo a cada clube que realize uma reunião estratégica anual para fazer um raio X da atual situação e descobrir se está fazendo tudo o que pode pelos seus associados e se reflete a comunidade à qual serve. Estamos adotando esta abordagem em nível internacional, e tenho muito orgulho de dizer que seis mulheres servirão ao meu lado no Conselho Diretor do RI este ano, o número mais alto das ilustres representantes da ala feminina que já tivemos na diretoria até hoje. Vamos manter o Rotary caminhando nesta direção em todos os níveis, já que precisamos de mais perspectivas e diversidade para que a nossa organização vá ainda mais longe. É fascinante imaginar como encontrar novas maneiras de nos adaptarmos e continuarmos eficientes neste e por muitos anos no futuro. O que não mudou, e nunca mudará no Rotary, também é motivo de grande inspiração para nós: as amizades, as inúmeras possibilidades de networking, a prática de valores éticos e o voluntariado. Na verdade, estas são exatamente as características que mais atraem as pessoas aos clubes. Como disse nosso fundador, Paul Harris: "temos que ser revolucionários de vez em quando". Agora é o momento para sermos revolucionários. O Rotary Abre Oportunidades – inúmeras delas – para abraçarmos mudanças que venham nos fortalecer e que nos permitam continuarmos alicerçados nos nossos valores fundamentais.

Postado em 04 de Agosto de 2020

Mais dois projetos de Subsídios Globais 2019-20, são aprovados pela Fundação Rotária

O Coordenador Distrital da Fundação Rotária, Ricardo de Maio Bermejo, da gestão 2019-20, e atual Instrutor Distrital. 2020-21, divulgou ontem que a Fundação Rotária aprovou mais dois projetos de Subsídios Globais:  O GG2012125 “Espaço de Reabilitação”, desenvolvido pelo Rotary Club de Bauru Parque das Nações, e o GG2015823 “Ações reais para adolescentes”, pelo Rotary Club de Paraguaçu Paulista. O projeto do Rotary Club de Bauru Parque das Nações e do Rotary Club de Paraguaçu Paulista, tem como parceiro o Rotary Club de Rauch, da Argentina, Distrito 4921. O valor destinado para o projeto do Rotary Club de Bauru Parque das Nações é de US$ 34.379 mil dólares e para o Rotary Club de Paraguaçu Paulista o valor destinado é de US$ 45.083 mil dólares. O Governador Marcos Antônio Carchedi, associado do Rotary Club de Marília Tradição, manifestou ontem a sua alegria na confirmação destes dois projetos “o impacto que estas ações provocam nas comunidades, as pessoas que são beneficiadas e alegria e o sentimento de estarmos fazendo a nossa parte, e principalmente, de seguirmos em frente e de fazermos ainda mais”. O atual Coordenador Distrital da Fundação Rotária, Mauricio de Agostinho Antonio, associado do Rotary Club de Bauru Terra Branca, destacou por estes motivos da importância de doarmos para a Fundação Rotária. “Os presidentes e os coordenadores da Fundação Rotária dos clubes tem um papel essencial na conscientização da capitação de recursos para a nossa Fundação, os projetos existem devido a estas contribuições, por este motivo eles são os motivadores dentro dos clubes para que possamos seguir fortalecendo a nossa Fundação”, falou Antonio. O Governador Nestor Amarilho, 2020-21, associado do Rotary Club de Assis do Vale, lembrou que estes projetos globais aprovados servem de inspiração para que os clubes doem e sigam elaborando os seus projetos. “Entendemos que os clubes estão sabendo fazer os projetos, por este motivo tivemos da gestão anterior, todos estes aprovados pela Fundação Rotária, parabéns aos clubes e seus líderes. Vamos apoiar e espero que nesta gestão tenhamos o mesmo sucesso”, concluiu. Faça o bem ao mundo, faça a sua doação para a Fundação Rotária.      

Postado em 01 de Agosto de 2020

Distrito 4510 na contagem regressiva de 10 anos para a Hepatite Zero 2030, faça parte da história

Por Humberto Silva “Quando decidi dedicar minha vida a ajudar aqueles que precisavam e a mudar a situação da hepatite no mundo, eu não estava apenas fazendo isso porque havia sido poupado, embora já com cirrose e à beira de ter as severidades de a doença sem sentir um único sintoma. O que realmente me motivou a combater essa causa e me tornar um líder foi a injustiça por trás disso” – explica Humberto. – “A hepatite é uma doença sui generis. É uma doença que mata lentamente, que pode levar décadas para consumir o fígado da pessoa – é por isso que é conhecida como uma assassina silenciosa. Enquanto algumas pessoas argumentam que existem outras doenças silenciosas, como diabetes, pressão alta e até algumas formas de câncer, essas doenças não são fáceis de descobrir. Elas continuam aparecendo aqui e ali, todos os dias, o que torna o combate quase impossível para as autoridades de saúde. Mas este não é o caso da hepatite. Este último já está lá, presente em um grupo, em uma porcentagem da população, que o carrega há muito tempo. E tudo o que um governo precisa fazer é fornecer uma triagem para a população e descobrir quem está doente. Isso pode ser feito com testes rápidos de picada no dedo, nas ruas, se você quiser, ao custo de centavos por teste. E quem é diagnosticado, como eu, recebe a chance de lutar por sua vida, pois há tratamento para os dois vírus. As autoridades de saúde de todo o mundo sabiam que o problema estava lá, ou melhor, que ele está lá. Mas está em silêncio. Então .., por que ir lá e descobrir problemas dentro de sua gestão? Deixe-os lá, eles não estão fazendo barulho. Já existem problemas suficientes, barulhentos, aos quais esse governo deve comparecer. Sempre que alguém surgir com um sintoma, a necessidade de um transplante ou um óbito, isso pode muito bem ocorrer durante o próximo mandato – uma questão para os próximos governadores. “Essa postura simplesmente fez com que centenas de milhões de pessoas em todos os países do mundo se limitassem ao que podem ser suas sentenças de morte, sem nunca ter a chance de se defender e lutar por sua sobrevivência. Hoje o mundo é tomado por um fardo de pacientes com hepatite B e C que ainda não têm a menor ideia de sua contaminação e o risco fatal que estão enfrentando. Estima-se que cerca de 400 milhões tenham a doença. Mas apenas 5% a 10% dos infectados são diagnosticados.” “Justificar que a falta de ação é algo que pode ser feito por vários argumentos, continua Silva, mas temos situações em que vemos o extremo – é quando nós, com nossas equipes de Hepatite Zero, tentamos entrar em um país e com a ajuda de nossos voluntários do Rotary realizam testes entre a população e as autoridades locais negam veementemente essa abordagem. Alguns até foram brutais e ameaçadores, declarando que éramos “proibidos de executar essa ação humanitária”, usando argumentos como o de que lhes causaríamos problemas, pois eles não têm estrutura disponível para tratar os doentes, etc. Obviamente que nosso contra-argumento nesses casos é que também forneceríamos os medicamentos, etc., se necessário, afinal, Rotary Clubs são reuniões de filantropos que estão lá para fazer o bem à comunidade. Mas, mesmo assim, alguns países ainda não mudam de posição. Um deles chegou a decidir mudar de ideia depois de solicitar uma doação de nossos kits de teste. Como o material já havia sido enviado, eles mudaram de ideia e confiscaram os milhares de testes que nós doamos.” – “Como um líder de milhões de pessoas de um país pode adotar essa postura, simplesmente pela conveniência de não criar novos problemas para o departamento de saúde deles?! Saber que milhões vão morrer e fechar os olhos para isso … Isso é revoltante!” Graças a Deus, esses casos estavam longe de ser a maioria durante nossa campanha – como muitos participantes pensaram que seria. E a maioria dos mais de 50 países com os quais abordamos nossa ajuda humanitária aceitou nossa campanha e permitiu diagnosticar os infectados. Ficamos felizes por mais de 1 milhão de apresentações simultâneas em cerca de 50 países. E cerca de 7.000 pessoas foram diagnosticadas. Podemos dizer que aqueles tiveram suas vidas salvas. Pois eles procurarão tratamento, agora têm seu próprio eu para lutar por suas vidas.”   No livro Hepatite Zero projeto mundial de erradicação, é contada a inspiradora história do brasileiro Humberto Silva, que é um sobrevivente da Hepatite C. Indignado com a forma negligenciada com que as autoridades tratam a enfermidade e deixam meio bilhão de pessoas sem diagnóstico, Humberto prometeu a Deus que trabalharia de graça, até o fim de suas forças, para tentar mudar essa injusta situação no mundo. Dessa história, nasceu o projeto mundial “Hepatite Zero”, que hoje é um trabalho importante do Rotary para a humanidade. Um livro rico em fotos bonitas – a maioria delas do fotógrafo Danilo Ramos – percorre, com um gostoso texto, a trajetória dessa grande ação que está sendo implantada em vários países e que pretende atingir a erradicação total das Hepatites Virais. O livro tem ainda passagens interessantes e pitorescas de toda a luta obstinada do ativista, além de informações sobre as Hepatites e ideias para erradica-la. Hepatite viral é uma ameaça a todos e precisa ser prioridade máxima. A hepatite é tão perigosa porque é um assassino silencioso. Muitas pessoas não apresentam sintomas claros e discerníveis e, como resultado, não são diagnosticadas e podem continuar a disseminar o vírus para outras pessoas. Apenas cerca de 9% das pessoas com hepatite B e 20% das pessoas com hepatite C foram diagnosticadas. Também muito poucas pessoas que são diagnosticadas recebem o tratamento de que necessitam. Sem tratamento, o vírus pode causar cirrose, câncer de fígado e outras complicações mortais. A hepatite causou cerca de 1,34 milhões de mortes em todo o mundo em 2015, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa taxa de mortalidade é semelhante à da tuberculose e maior do que a do HIV hoje, e está atualmente crescendo. Estima-se que 257 milhões de pessoas estejam vivendo com hepatite B, e 71 milhões de pessoas com hepatite C, globalmente. A boa notícia é que mais de 95% das pessoas com hepatite C podem ser completamente curadas em um período de dois a três meses. No entanto, para que elas sejam direcionadas ao tratamento adequado, essas pessoas precisam ser encontradas. É importante que o diagnóstico aconteça antes que os sintomas se manifestem, pois por essa altura o fígado já sofreu danos que podem ser irreversíveis, levando ao câncer de fígado e até mesmo à morte. Para vencer esta luta e evitar milhões de mortes todos os anos, precisamos do envolvimento do maior número possível de pessoas em várias partes do mundo. Juntos, podemos erradicar a hepatite viral globalmente. O lançamento mundial da campanha ocorreu no último dia 28 de julho, o Distrito 4510 vem participando desde 2016 quando a campanha foi lançada. O Governador Nestor Amarilho, associado do Rotary Club de Assis do Vale, reforça o pedido para que os clubes participem desta ação. "Neste momento onde enfrentamos esta pandemia, o Rotary vem apoiando as nossas ações, assim eu peço aos rotarianos que façamos o mesmo diante desta campanha de erradicação da Hepatite C.  Temos experiências em divversos projetos e programas, a pólio,é o nosso maior exemplo. Façamos o mesmo nesta campanha, nós gostamos de desafios.Sei que por sermos pessoas em ação estamos abraçando também esta causa. Esta é a diferença do Rotary, somos determinados e atuantes", comentou Amarilho. Junte-se a nós nesta grande luta pela vida!   CONTAGEM REGRESSIVA DE 10 ANOS PARA A HEPATITE ZERO 2030FAÇA PARTE DA HISTÓRIA. ENVIE UMA FOTO SUA PELO clique no link e preencha o formulário  https://hepatitiszeroweek.com/pt-br/hepatitezero2030/    

Postado em 30 de Julho de 2020

Ver todos

Doação de alimentos à comunidade

No dia 08/08/2020, último sábado, o Rotary Club de Mirante do Paranapanema e a Casa da Amizade realizaram o Dia dos Pais Solidário, que ocorreu no período da manhã, das 9h às 12h, na praça da igreja, em frente ao Supermercado Taniguchi.Foram vendidas tortinhas doces de vários sabores, cuja arrecadação foi revertida na aquisição de alimentos para doação à população carente da nossa comunidade.#Rotary #ORotaryAbreOportunidades #RotaryEmAção #PessoasEmAção

Em 10/08/2020 por Rotary Club de Mirante do Paranapanema

1º Pizzarrão do Rotary Club de Tupi Paulista

O Rotary Club de Tupi Paulista realizará no dia 5 de setembro, das 11h às 14h, em sua sede, o 1º Pizzarrão do Rotary. Em sistema drive thru, o evento gastronômico vai oferecer à população um cardápio com dois pratos: pizza grande a R$ 25,00 e macarrão a R$ 15,00, com opção de molho branco ou vermelho. Os ingressos estão à venda com todos os rotarianos da cidade.

Em 10/08/2020 por Rotary Club de Tupi Paulista

Dia dos Pais Solidário

No dia 08/08/2020, próximo sábado, o Rotary Club de Mirante do Paranapanema realizará o Dia dos Pais Solidário. Será no período da manhã, a partir das 9h, na praça da igreja, em frente ao Supermercado Taniguchi. Serão vendidas tortinhas doces de vários sabores, cuja arrecadação será revertida para aquisição de alimentos para doação à população carente da nossa comunidade. #Rotary #ORotaryAbreOportunidades #RotaryEmAção #PessoasEmAção

Em 06/08/2020 por Rotary Club de Mirante do Paranapanema

Disponibilidade de andador e cadeira de rodas

O Rotary Club de Mirante do Paranapanema comunica a todos que tem andador e cadeiras de rodas disponíveis para emprestar sem nenhum custo para quem precisar. Caso haja interesse, por favor entre em contato pelos meios de comunicação disponíveis (site, facebook ou instagram). #Rotary #ORotaryAbreOportunidades #RotaryEmAção #PessoasEmAção

Em 06/08/2020 por Rotary Club de Mirante do Paranapanema

ROUPAS, CALÇADOS E OUTRAS MERCADORIAS SÃO DOADAS À SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Na tarde do dia 06 de agosto de 2020, foram doadas à Secretaria de Assistência Social roupas, calçados e outras mercadorias de boa qualidade, as quais foram doadas por integrantes da Família Rotária de Lucélia e pessoas da Comunidade. Em virtude da pandemia do novo coronavírus – COVID-19, que impossibilita a realização de bazar, durante as reuniões online o clube decidiu doar as roupas que eram utilizadas pela Casa da Amizade no Bazar Solidário para pessoas da comunidade e, após contato com o Secretário de Assistência Social - Jefferson Aparecido Cece da Silva, as roupas terão destinação correta, pois a ação de solidariedade ajudará pessoas. As roupas doadas para a Secretaria de Assistência Social serão distribuídas às famílias atendidas. Agradecemos aos membros da Família Rotária de Lucélia e pessoas da comunidade que fizeram as doações, ao Senhor Ademilson Soares do Nascimento e Paola Godinho de Souza que realizaram o transporte e ao Secretário da Assistência Social Jefferson Aparecido Cece da Silva pela colaboração com o clube para que as roupas possam ser destinadas às famílias.   Comissão de Imagem Pública - Ano Rotário 2020-21 Rotary Club de Lucélia

Em 06/08/2020 por Rotary Club de Lucélia

Mapa de Clubes do Distrito 4510

Localizar site dos clubes